Não basta tratar, tem que reusar.

A Água P.U.R.A Ltda . – Projetos para o Uso Racional da Água, é uma empresa capixaba, sediada em Vitória, Espírito Santo, há mais de dezesseis anos trabalhando no desenvolvimento de ETA’s (Estações de Tratamento de Água) e ETE’s (Estações de Tratamento de Efluentes), através de processos Físico-químicos e/ou Biológicos para os efluentes industriais e sanitários, que podem ser aeróbicos ou anaeróbicos (UASB, Lodos ativados contínuo ou em Batelada e etc.), propiciando a seus clientes harmonizarem seus processos de produção à legislação ambiental vigente, garantindo um desenvolvimento sustentável e socialmente responsável, reduzindo ao máximo a geração de resíduos, além de possibilitar economia financeira com captação e descarte de recursos hídricos.

Através de sua equipe técnica multidisciplinar, presta serviços de licenciamento ambiental junto aos órgãos estaduais de gestão ambiental (INEA/RJ, CETESB/SP, IEMA/ES, FEAM/MG etc), assim como às Secretarias e órgãos Municipais, com o mesmo fim. A tecnologia por nós utilizada possibilita reduzidos custos de implantação e operação, com eficiência comprovada, visando não só ao enquadramento da água nos parâmetros exigidos pelos órgãos responsáveis pela gestão do meio ambiente para o descarte, mas, principalmente, a possibilidade do reuso da água tratada num percentual que pode atingir até 94% do consumo diário , tudo isso, aliado à simplicidade do tratamento e possibilidade de sua personalização com adequação das E.T.A.’s e E.T.E.’s a reduzidos espaços físicos, às necessidades individuais de cada usuário e sua vazão diária.
Nossos projetos se aplicam a diversos segmentos que empregam recursos hídricos em seus processos industriais e comerciais, assim como:
  • lavanderias industriais;
  • lavanderias hospitalares;
  • lavanderias de beneficiamento têxtil;
  • tinturarias;
  • tecelagens;
  • lava-jatos automotivos;
  • laticínios; metalúrgicas;
  • Indústrias de beneficiamento de mármores e granitos;
  • Indústrias alimentícias e de elaboração de produtos químicos;
  • Outros cuja utilização média varia entre 30 e 1500 m³/dia (1.500.000 l/d).

Podem ser empregados, também, por atividades agrícolas para fins de captação e tratamento de água para fins de irrigação.